quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

 Urubamba - Ruinas de Moray- Maras - Chinchero -Pisac e Ollantaytambo formam o Vale Sagrado dos Incas no Peru. 
Vale dizer que existem outros sítios,mas escolhemos visitar, os de maior importância.



Ruínas de Moray








 No post anterior já falei sobre Ollantaytambo, foi por onde iniciei a visita ao Vale Sagrado.
Uma viagem ao Peru, não pode deixar de incluir Lima,Cusco, Machu Pichu e o Vale Sagrado.
Cheguei em Ollanta de trem, vindo de Machu Pichu.E de lá sai para visitar esses locais acima citados.

O Vale Sagrado fica entre 2 montanhas e em todo o roteiro, as paisagens são lindas.Os sítios históricos ficam próximos ao rio Urubamba.

Para visitar o vale poderá fazer por agencia em Cusco, ou contratar um guia particular, que no nosso caso foi também o condutor do veículo.As estradas são boas, mas cheias de curvas e em alguns trechos, estreitas.
Foi indicado pelo o senhor Fernando Salas com o seguinte telefone:98465212
Nossa primeira parada foi em Urubamba, para almoço, num buffet sensacional , tivemos a oportunidade de conhecer de uma só vez toda a deliciosa gastronomia peruana. Ficamos muito satisfeitas com a escolha feita pelo o nosso guia. Em seguida, visitamos as ruínas de Moray.


Buffet em Urubamba

Moray são terraços, aonde foram feitas experiências agrícolas dos incas.Nesse sítio, é preciso levar o boleto  comprado em Cusco .



Depois tem a vila de Chinchero aonde assistimos tecelãs confeccionando com a lã de alpaca.
Observem que nas casas dos nativos tem um boizinho(de barro) no telhado, em cima da principal porta de entrada.É para dar sorte.


No centro de uma pequena vila,estátua das figuras típicas .

Seguindo viagem, chegamos em Salinas de Maras, são enormes tanques de sal que tem origem vulcânica.
Hoje são explorados por familias locais, que vivem dessa atividade.
O sal é rosado, e bastante procurado pela gastronomia.
Nesse sitio é preciso pagar uma taxa, não está incluído no boleto comprado em Cusco.

Fica bem próximo a cidade de Urubamba.

 Próxima parada,
Pisac.
 Acesso a Pisac em estrada tortuosa
Entrada do sítio histórico



                   
Pisac merece um dia inteiro de visita, mas fomos impedidas de explorar como gostaríamos,  devido uma greve geral na região.
O sitio é situado num local muito alto com uma paisagem belíssima para todos os lados.Nesse lugar, vem o mundo inteiro filmar,fotografar, para revistas  e usar em propagandas diversas.
 Está a 32 km de Cusco. O complexo é lindo com terraços imensos, vivendas,cemitério e um templo.
As quinta-feiras tem na vila, (com o mesmo nome), uma feira livre com produtos de arte"sanato da terra.Aonde podemos comprar mantas, tapetes, "pullovers e outros itens.


Opção de roteiro-

Cheguei no vale, de trem, vindo de Machu Pichu mas poderá ser feito o inverso, sair de Cusco de carro e tomar o trem a noite em Ollantaytambo para dormir em Aguas Calientes, e no outro dia bem cedo, subir para Machu Pichu .
Chegando cedo, verá o nascente nas montanhas. 
Vale a pena para quem aprecia viajar e descobrir o mundo.