VALE SAGRADO - PERU


                        Vale Sagrado - Peru


Nativa visitando o local.


Paisagens do trem




Interior do trem



O Vale Sagrado fica situado entre 2 montanhas. 
Indo ao Peru, ninguem pode deixar de conhecer esse vale, formado por várias cidades pequenas com importantes sítios arqueológicos. Como Ollantaytambo,Chinchero, Salinas de Maras e Ruinas de Moray.
E tem tambem Pisac, que deve ser visitado separadamente com outros sítios.Êsse fica muito próximo a Cusco.




                  Wayras Hotel -av. Ferrocarril s/n

Chegamos a noite nesse hotel em Ollanta, que fica a uma quadra e meia da estacão ferroviária ..'Frio de 6 graus.
Recomendo o Wayras. Gostei do tratamento e do preco bom, 263 soles(269 reais), o quarto para 3 pessoas.Ótimo café da. manhã com produtos naturais , ovos , panquecas, iogurtes,pães artesanais, sucos  e café preparado na hora e na nossa frente.É um hotel simples, sem luxo mas muito organizado e limpo.
Um quarto grande como mostra a foto , camas excelentes e travesseiros confortáveis e macios.E classifico um hotel ,por itens de conforto.

As 9 da manha estávamos entrando no sitio de Ollanta. Em volta, vemos a muralha e a entrada com o guichê da entrega dos bilhetes.
Para conhecer o local, fica mais agradável visitar bem cedo .


 
Logo na entrada, vemos essa galeria do templo, aonde colocavam as divindades de proteção, fartura, e faziam  suas adorações.






O aqueduto do sítio é bem preservado e confirma que os incas eram excelentes  construtores.



Ollantaytambo- teve grande importância e poder tal quanto Cusco. E o povo, habitante desse sitio, mostraram nas edificaçãoes força e trabalho. 
Aqui viveu um chefe inca, conhecido e respeitado, pela bravura e inteligência.

 Todas as construções incas, ficam no alto, o que muitos estudiosos dizem ser para a proteção contra ataques inimigos, e tambem para se protegerem das enchentes dos rios.

O guia nos mostra a engenharia com a colocação das pedras gigantes, bem encaixadas.  Essas pedras na sua maioria, vinham de pedreiras do alto das montanhas.


Depois de subir bastante encontramos essa portal que foi um marco da cidade. Logo depois, os símbolos incas gravados numa pedra gigantesca lá no topo.









 Na volta, temos a visão dos terraços aonde eram plantados os produtos agrícolas, um assunto que dominavam, e mais distante vemos casas de moradores locais.

Para conhecer Ollanta, tem algumas opções sair de Cusco num ônibus em grupo, ( agencias de viagem), e vir conhecendo o Vale.
Quem vem de ônibus chega aqui a tardinha . Deve vir com bom tempo para aproveitar o local. E depois com a passagem de trem em mãos toma o trem para Machu Pichu , para dormir em Aguas Calientes.
 No outro dia, bem cedo embarcará  no ônibus para Machu Pichu.

Fiz o contrario, sai de Cusco de trem, no horário mais cedo e chegando em Aguas Calientes tomamos o ônibus para Machu Pichu. Voltamos de trem a noite para Ollanta  e dormimos lá.
Contratamos um guia e chofer em Cusco, que nos apanhou em Ollanta para o passeio do Vale.



 Essa foto não está muito nítida, mas dá para perceber a magnitude do lugar.      
Após conhecer  esse sítio, seguimos em direção a Urubambo.

Em Urubambo, fizemos uma parada para almoço, num buffet excelente .
Tivemos o prazer de provar da rica gastronomia peruana. 
O restaurante tinha música ao vivo, e descansamos  para seguir e conhecer as salinas de Maras.

Depois veio a visita do sitio arqueológico de Moray.

No próximo post falarei sobre Moray , Maras e Pisac.







De saída do sítio em Ollantaytambo, fomos acompanhadas por um guia, contratado em Cusco. 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Foto de Lençóis e da Pousada Roncador - Chapada Diamantina - Bahia - Brasil

Taormina