segunda-feira, 11 de abril de 2022

                                           Noto -cidade barroca da Sicília.



A capital do barroco siciliano é uma comuna italiana da região da Sicília , província de Siracusa. 

Foi destruída por um terremoto em 1693 , mas reconstituída no início do sec. XVIII em outro local, o atual. Tornou-se uma maravilhosa cidade de arte e integra a lista do Patrimônio da Unesco. É uma cidade que dependendo da luz solar vemos os edifícios em tons dourados. Na maioria das construções foi utilizado a tufa branca , um material que  tocado pelo o sol, pode mudar de cor. Pela manhã, fica amarelo quase dourado e  a tarde, um tom âmbar .


Fica a 30 quilômetros de Siracusa, uma visita que pode ser um bate e volta.

A entrada para o centro histórico é pelo Portão Real - um arco do Triunfo dos anos 800 , erguido para a visita do rei Fernando.

Pontos turísticos ;

Pallazzo Ducezio, hoje é a Prefeitura de Noto

Piazza dell' Immacolata e igreja do mesmo nome.

Piazza Município , cercada por 4 importantes edifícios, são êles :a Câmara Municipal, a Igreja do Santíssimo, o Palácio do Bispo e a bela Catedral San Nicola 

Catedral de San Nicola, domina a paisagem. 

Na Piazza XVI fica a Igreja San Domenico

Depois,  o Convento Dominicano com um belo portal.

Na Igreja do Crucifixo, há uma estátua de Nossa Senhora da Neve esculpida em 1471.

O Teatro Vittorio Emanuele .

Teve o auge de sucesso com uma cantora clássica, nascida em Noto, que estudou em Nápoles e foi conhecida mundialmente.






Com uma breve caminhada , chegamos na Piazza Immacolata, 


 Igreja de San Francesco all' Immacolata . No seu altar podemos observar a imagem de Nossa Senhora pintada em madeira , obra de Monachello de 1564.


Entre os palácios destaca-se o Palazzo Villadorta, que pertenceu a familia Nicolaci. Situado numa rua inclinada , com balcões de ricos adornos. São sereias ,querubins, leões e personagens mitológicas. Nessa rua é que acontece anualmente a "Infiorata" no terceiro domingo de maio.  A via é coberta por um tapete de flôres.




 




Em Noto,, podemos desfrutar do Caffè Sicília . O lugar é comandado por um famoso confeiteiro Corrado Assenza, protagonista de uma série de sucesso" The Chef's Table Pastry". Dificil é escolher tantas delicias, como a granita, o sorvete " gelato" , a cassata e os cannoli , o meu preferido.

Outro local interessante para uma pausa é Anche gli Angeli, via Arnaldo da Brescia. Um misto de livraria, "concept store, wine bar " e espaço gastronômico.

Em Noto, encontramos muitas tendas de artesanatos nas praças, antes de entrar na Porta Reale , como os sabonetes, com perfumes de limão siciliano e outras lembrancinhas. 

Na via principal Vittorio Emanuele , depois da entrada do Arco, se encontra a riqueza do barroco de Noto. Mesmo para quem não entende de arquitetura ,fará proveito da beleza local.

Se estiver em Ortígia, poderá reservar um dia para visitar Noto , fica a 30 kms. Um passeio tranquilo e agradável. E se quiser aproveitar praia,siga depois para o Lido de Noto. 

Ao chegar na comuna bem na entrada, encontrará estacionamento a 9 euros. É o mais indicado, se não quiser andar muito. 

Atenção , na Itália em cidades turísticas, o trânsito é muito fiscalizado.

Caltagirone, Modica, Ragusa , Scicli e Militello, são pequenas cidades (comuna), que fazem parte do Val di Noto, vale conhecido mundialmente por seu rico patrimônio barroco.

Por último, li uma noticia que o trem que fazia o percurso de turismo do vale estaria voltando. A conferir.


Como não tivemos tempo de visitar todas cidades do Val di Noto, citadas acima, escolhemos Noto, pela proximidade de Ortígia, aonde ficamos 3 noites inesquecíveis. 

DICA- NOS ARREDORES DE NOTO, ESTÁ SITUADA A VILLA DEL TELARO, UM PALÁCIO DA ÉPOCA ROMANA NO MESMO ESTILO DA VILLA DEL CASALE EM TAMANHO BEM MENOR.

PROXIMA POSTAGEM "CINQUE TERRE" NO MAR DA LIGÚRIA.