Cinque Terre-Itália  

É um conjunto de vilas à beira-mar na costa da Riviera italiana, mar da Ligúria.

Em cada uma das cidades, se vê casas coloridas e vinhedos, que se agarram nos terraços dos penhascos.

 A travessia de barco, para visitar as vilas é um passeio muito agradável. O turista que viaja na parte superior,  aproveita para olhar o  mar azul encantador. É recomendável levar um agasalho pois os ventos são frios .   

 
Riomaggiore- a primeira vila que avistamos do barco. 



o cincos vilarejos, Riomaggiore, Monterosso, Vernazza, Corniglia e Manarola, localizados nas escarpas e rochas ao longo de 9 quilômetros na costa do mar da Ligúria.

Como chegar ? pode ser de trem saindo de Firenze, Milão, ou Gênova. De carro, ou num cruzeiro. tendo escala  em La Spezia.

Escolhi vir de carro e ficar hospedada em La Spezia .Aconselho ficar nessa cidade pois daqui saem os trens e os barcos, para visitar as vilas. É bom ficar perto da estação ferroviária , pois está a algumas quadras do porto marítimo. 



Deve ir de  barco  e voltar de trem. A cada meia hora, chega e saem barcos em direção a "cinque terre." Na estação ferroviária, é possível verificar os horários  e assim, programar a volta .

Compra-se as passagens do barco  no Consórcio Marítimo, zona portuária . Pode ser adquirido uma hora, ou uma hora e meia mais cedo, que se deseja embarcar.

Em dois dias, será possível conhecer Cinque Terre.

A primeira do roteiro é Riomaggiore. Uma vista deslumbrante na chegada de barco. O mar azul marinho, e céu limpo com outro tom de azul, em pleno mês de setembro. O vento é frio, mas com sol forte e temperatura de 30 graus. Logo se vê os barcos de pesca, ancorados, e uma estreita faixa de areia com turistas  disputando cada metro do local para se bronzear.  

Vernazza, é uma das mais visitadas. possui uma arquitetura que remete a época romana. O castelo Doria  uma fortaleza, é o mais antigo de Cinque Terre.





                           No barco deixando La Spezia 

Corniglia é a menor, fica a 90 metros acima do mar e tem arquitetura de traços góticos.

Em quase todas as vilas , os visitantes podem passear a pé , parando para comer cornetos de frutos do mar , e beber deliciosos vinhos produzidos na região e como sobremesa os sorvetes. É uma delicia, o gelato italiano. 

Para ter  mais tempo e  curtir melhor o local,  não paramos em restaurantes . Assim tivemos tempo para provar de tudo um pouco , comprar "souvenirs", conhecer os pontos mais importantes e apreciar do alto, os ângulos fantásticos dos vilarejos. 

Anos atrás, era possível fazer uma caminhada na borda da escarpa de um vilarejo a outro, pois são próximos . Mas foi interditado.


 
Manarola, conhecida por seus vinhos produzidos no local e pela gastronomia.
O ponto alto é a Basilica de San Lorenzo de 1338.


Anteriormente comentei noutra postagem , como funciona o lido na Itália( é pago para entrar). 
Deixamos um dia para conhecer Monterosso , a maior vila . Aqui tem encontra-se a Igreja de San Giovani de 1244.

 Para aproveitar o banho, tem os lidos, são praias particulares com  cadeiras , ombrelones,  toalhas, e cabines, aonde você recebe uma chave para guardar os pertences.

Lido de Monterrosso

Existem praias abertas, ( não se paga), mas ficam distantes dos centros e são bem desertas. 

Tempo em Cinque Terre: 

Alta temporada , de março a outubro

Baixa temporada de maio a setembro

Novembro a fevereiro, chove .

Finalizando essa postagem com a foto dos filhos Caio e Ticiana que tornaram essa viagem das mais agradáveis e divertidas.


Conhecer essa região é preciso estar bem informado. Se ler o meu blog e tiver alguma dúvida, poderá entrar em contato por email em www. caminhosdavera. com 











Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Foto de Lençóis e da Pousada Roncador - Chapada Diamantina - Bahia - Brasil

Taormina