quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Villa del Casale -Piazza Armerina -Sicilia

Villa Romana del Casale - Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. 
É uma " villa tardo-romana "situada próximo a Piazza Armerina, província de Enna , na Sicília.    
Famosa, devido a excepcional coleção de mosaicos, em quase todos os seus 46, ou mais cômodos. 
Muito bem conservados,  pois durante longo tempo, esteve protegido por uma capa de barro, resultante de uma inundação .
 Ainda hoje , indagam, a quem pertenceu o luxuoso palácio. Ao imperador? A certo  aristocrata romano? a um proprietário poderoso rural ? 
a data  é de IV d. C 

É uma das mais luxuosas no gênero. Pela riqueza e a qualidade dos seus mosaicos que decoraram quase todos os cômodos. São os melhores mosaicos do mundo romano.

A descoberta ,se deve a Gino Vinicio Gentilli,  que em 1950, seguindo indicações de moradores. começou a exploração. Considerou que a implantação dessa habitação, uma espécie de palácio rural, não seria anterior a meados do século IV. Mais tarde, o mesmo estudioso. atribuiu essa villa, a era da Primeira Tetrarquia (285-305).

Segundo uma hipótese , o proprietário foi o tetrarca Maximiano (r-286-305). 
Recentemente , o proprietário foi identificado como Magêncio (r- 306-312), filho de Maximiano.
Outras hipóteses, identificam o proprietário, uma figura de prestígio na era constantina, Lúcio Arádio ,governador da Sicilia entre 327 e 331. 
Pois havia organizado jogos em Roma no ano 320, enquanto ocupava o cargo de pretor, e fez de uma forma faustosa e assim,  ficou famoso. 
Muitos outros nomes surgiram.
E por fim ,aparece o nome de Virio Nicômaco Flaviano , jovem aristocrático que viveu no século V, teria emendado os anais de Tito Lívio. E habitava uma região siciliana perto de Enna.  



A visitação é feita por passarelas com placas indicando todas as dependências , vistas do alto, para evitar o contato com os mosaicos. Foi construído um teto de acrilico, para proteger do sol e da chuva.
(No dia da nossa visita, chovia muito e não consegui fotografar com mais nitidez.) 

Havia na  villa,  na parte externa, as termas com fornos para esquentar água e a sauna. O frigidário , e a latrina. 



O palácio tem pontos  importantes que chamam atenção, como o ginásio, (palestra) local dos exercicios . os mosaicos mostram  jovens jogando e usando bikinis. Quem imaginaria, que nessa época ,as mulheres se  vestiam assim. 

Tem destaque , o quarto do casal proprietário, aonde tem uma redoma de motivos eróticos . O quarto de hóspedes possui mosaicos de caça e do transporte dos animais. O das crianças é visto com coleta de flores e outros enfeites. 

E mais , sala de música, e de recepção que é a  Basilica. Um lugar grandioso, e tem como destaque, a figura de Hércules. 
É tudo magnífíco , na Villa del Casale.
 Em toda a sua extensão. os mosaicos retratam a captura de animais no porto de Cartago, 
Caçadas realizadas na África, e  depois, eram enviados para o Coliseu em Roma, como foi atestado. 
É uma visita que requer muita atenção, pois os detalhes é que definem a história. 
Antes de visitar acessem a Rai tv italiana ,no you tube, para compreender as figuras dos mosaicos. Nos corredores de acesso , podemos ler  placas em várias línguas, é  a descrição dos ambientes.
É bom avisar que, em 2018 só existia umas tendas no estacionamento, venda de lembranças . 
Restaurantes , podemos encontrar somente  na Piazza Armerina. 
Com pouco tempo, fizemos um excelente lanche no supermercado nessa cidade.



Quem vai a Sicília, não pode deixar de visitar a Villa Romana del Casale.
Recebi indicações de restaurantes na Piazza Armerina: Ristorante  a Taverneta, Via Cavour e Ristorante Da Toto .

sexta-feira, 10 de dezembro de 2021

Valle Dei Templi - Sicilia

Vale dos Templos, localizado aos pés da cidade de Agrigento.

Parque arqueológico, que abriga ruínas de templos, comprovando a colonização grega na Sicília. É Patrimônio da Humanidade pela Unesco.



Visitamos o parque durante o dia, no mês de setembro, o que não é muito confortável, sol forte e muito quente. Aconselho o tour à noite, pois é bem iluminado e seguro.. A entrada com bilheteria, poderá ser  feita por 2 lados . Preferimos iniciar pela parte alta e terminar no "Giardino della Kolymbetra "na saída da Porta V.


O primeiro templo, é o de Juno-construído no ano 460 A.C dedicado a deusa do casamento e do parto. Foi incendiado pelos os cartagineses, mas ainda restam 25 das 34 colunas originais.




Templo da Concórdia .
É o mais preservado, ficando atrás somente de Theselon em Atenas. Construído em 450 a.C e 430 a.C.  transformado em igreja, no século VI e saqueado na Idade Média  Mesmo assim, podemos perceber a sua beleza.


Abaixo ,vemos o  Templo de Hércules 


O mais antigo de toda a Sicília. Construído no século VI AC                                                    É provável que tenha tido  o mesmo tamanho do Partenon de Atenas, na Grécia.
Das 18 colunas originais , essas 9 estão de pé , e foram reconstruídas por um arqueólogo inglês, Alexander Hardcastle nos anos 20.





A seguir vemos o templo de Zeus , de Castor e Pólux


No parque podemos ver ainda,  as Necróples Cristãs, são tumbas retangulares cavadas no chão. 


No Vale dos Templos temos apoio de lanchonetes e toaletes, O terreno é acidentado e é indicado calçados confortáveis,
Em setembro, custou 10 euros a entrada e o estacionamento, 3 euros.

Na cidade de Palermo vende-se pacotes para essa visitação.
Já tive a oportunidade de visitar templos em Atenas na Grécia e em Éfesos na Turquia, mas me encantei com êsse local.  Quando piso nessas áreas históricas, lembro das civilizações influentes que viveram no local,   séculos a. C ,e da herança, deixada para o mundo.

domingo, 5 de dezembro de 2021

Seguindo viagem pela Sicilia- Castellamare del Golfo, San Vito Lo Capo , Erice e Agrigento





Deixamos Palermo de carro, e  seguimos em direção a Castellammare del Golfo.Fizemos uma breve parada na praia e outra no belvedere, para dar uma olhada no porto e no azul do mar Mediterrâneo,


Rumo a San Vito Lo Capo , pequena cidade, conhecida por suas praias de águas transparentes e azul claro. Realiza anualmente em setembro, CousCous -Fest quando recebe mais turistas, e chefes de cozinha renomados. O prato típico da região é o "couscous "que é preparado com frutos do mar.





Atração número 1 , a praia.  Fomos prontos para mergulhar nas águas cristalinas de San Vito. Areia finíssima e gente bronzeada.

Como acontece em quase todas as cidades italianas,  curtir um dia na praia, é preciso pagar por cadeiras, ombrellones e chuveiros. São os chamados "lidos".    (Para nós brasileiros é um pouco estranho ). 

 A 50 minutos de San Vito lLo Capo , fica Trapani . Local ideal para tomar um barco e visitar as ilhas de Favignana, Maretimmo e Levanzo. Nessa última, vemos fotos de barcos que parecem flutuar nas águas incrivelmente transparentes .Para essa visita ,é necessário 2 a 3 dias. 

Em Trapani,  alcançamos Erice,  cidade medieval. Há uma estação de teleférico que na Itália se chama "funívia". Pode acessar www.funiviaerice.it   

Obtive informações com uma amiga de San Vito e não havia necessidade de reservas. Se preferir, poderá ir de carro. ( Dizem que em dias claros, podemos visualizar a costa africana) . A conferir!

Erice não é uma cidade boa para se hospedar ,mas vale um almoço ou lanche .


Recomendo parar em umas das confeitarias e experimentar as especialidades locais : doces a base de pasta de amêndoas, pistache e mel, que derretem na boca.  Nessa da foto, eu me encantei com a Pasticceria Maria Grammatico. 

Erice sempre foi alvo de disputas ao longo dos séculos, entre gregos, cartagineses, romanos, árabes e normandos.  Por certo, devido a sua total inacessibilidade e visão privilegiada.  

Na primeira foto, temos o Castelo de Venere, construído pelos os normandos. Se visitar esse lugar em tempos mais frios, prepare um bom agasalho. Setembro é um mês tranquilo.










        Subindo em "funívia", temos essa vista de Trapani, e o mar ao longe. Foto em dia nublado.   O custo do transporte é de 9 euros . Quem vai de carro, terá que pagar também o estacionamento. 


Enfim,  Agrigento- a cidade do ilustre e importante escritor italiano, Pirandello. Prédios bem preservados, e na parte antiga, o tráfego é bem controlado. Muito visitada, pois é aonde se encontra o Valle dei Templi ,  a atração maior local. Confesso que chegar à noite nessa cidade, não é fácil. Uma estrada escura com muitos viadutos e retornos complicados. E para encontrar vaga para o carro, no centro antigo,  foi complicado.








Abaixo, é a  entrada da nossa pousada,  conseguimos ficar na parte antiga e central da cidade. No térreo,  ficamos em 2 quartos conjugados (para  3 pessoas), com o café da manhã servido no quarto. Acomodação confortável.                             
A proprietária, artista plástica,  me ofereceu de lembrança uma peça dela de cerâmica que mostro na foto. Está escrito Messina, que é a província de Agrigento. Retribuí com  uma pequena toalha rendada, da nossa terra.  Tenho o costume de viajar com mimos, para agradecer. Cortesia, gera cortesia e ótimas lembranças.


Acima é arte da proprietária, na entrada da pousada. 


 Essa  é a peça de cerâmica, que ganhei.   A pousada era B&B La Mansardina.Via Atenea Vicolo, San Pietro 18 .


Vemos a placa com todos os pontos de visitação da parte antiga.

Nessa região, bem próxima a cidade ,encontra-se a "Scala dei Turchi ", uma falésia que tem uma formação interessante , branca, e que contrasta com o azul vibrante do mar. 
Aqui termino o roteiro local. No próximo post será sobre o Vale do Tempo.



sábado, 20 de novembro de 2021

PALERMO SICILIA ITALIA






Sicília na Itália, um roteiro dos sonhos.

Está pensando visitar Palermo ? vou ajudá-lo com algumas dicas. Além da história, cultura, culinária, gente alegre, atenciosa,  podemos aproveitar as praias de Mondello, ( a meia hora da cidade) e Cefalù.

Sabia que Palermo foi fundada pelos os fenícios?  Palermo, é um centro cultural  histórico da Itália. Muita riqueza preservada nos palácios, igrejas e museus. Não é tão bonita como as outras cidades sicilianas, mas tem tesouros incríveis.


O tour feito a pé é indicado, pois as ruas são estreitas, e em alguns trechos, é proibido o tráfego.
Para visitar as atrações principais, é necessário 3 dias inteiros no mínimo.

Ao chegar no aeroporto de Palermo,  tome um ônibus especial para a cidade ,que leva uns 40 minutos,  no custo de 8 euros por pessoa Antes, deve-se observar  o roteiro, para saber o melhor local de destino. No nosso caso, descemos próximo ao teatro Massimo, próximo a pousada escolhida.

Atrações que não podemos deixar de ver: 

Capela Palatina
              
 
 
Catedral de Monreale .
Fica um pouco fora da cidade e tem horários de visitação. Se for de carro, procure um estacionamento perto. Ou melhor, tome um ônibus, da linha 398, na praça Independência. .
A arquitetura tem estilo normando-bizantino, A igreja é coberta  com 6.500 metros quadrados de mosaicos dourados, retratando cenas do Antigo e Novo Testamento. Uma beleza indescritível.


Ao lado da igreja, podemos visitar o claustro que impressiona pela arquitetura e história retratada nas colunas 

Se tiver tempo, suba na catedral para ter uma vista de Palermo, da Conca d`oro, uma falada formação montanhosa..

Palácio Real de Palermo (Pallazzo dei Normani), e a Capella Palatina
Construído para abrigar os árabes, foi ocupado pelos os normandos que o expandiram e depois, os espanhóis. Abriga até hoje, a Assembleia Regional da Sicília.
Local que deu início a cidade, com muros das edificações púnicas. O  acesso é no  térreo,  aonde termina a visita. 

Nesse tour, visitamos os pátios, o quarto do rei Roger, e o salão da Assembleia Regional da Sicilia 
A atração principal é a Capela Palatina , localizada no primeiro andar do palácio, dedicada a São Pedro e São Paulo, foi a  igreja da familia real. É um dos monumentos mais visitados da Sicília. 
Ricamente decorada com mosaicos em ouro.  

Piazza Pretoria -localizada no centro da cidade com a Fontana Pretoria .Fica mais bonita ao anoitecer, toda feita em mármore branco, decorada com esculturas de ninfas nuas, tritões e deuses dos rios. 
Por conta da nudez das ninfas, por algum tempo a chamavam Piazza della Vergogna . Próximo a essa piazza, encontram-se belos edifícios, o Palácio Pretoria e a Igreja Santa Catarina.

Igreja Santa Catarina ( é indescritível a beleza dessa igreja).  Devemos visita-la sem questionar.

Igreja de Santa Maria del Admiraglio, conhecida como La Martorana, outra igreja famosa. É uma combinação de várias culturas e influências.


A imagem que mais me tocou, é  uma obra única no mundo de pastilhas de ouro.

Quattro Canti- são 4 construções do século 17 na multidecorada piazza Vigliena .              São êles : o Palazzo Reale, Monte di Pietà, Castellamare e Tribunali. Observem as estátuas que adornam esse prédios.

Catedral de Palermo , fica no centro é incrivelmente grande. Com altares fabulosos e  de tão imensa, não temos como avaliar. Nela, estão enterrados os reis da Sicília. O que mais me chamou atenção, foi o altar todo em prata de Nossa Senhora.





Finalizando a visita as igrejas, vamos falar dos mercados. É parte do roteiro turístico.

 Contam  que foi em Palermo, que se valorizou comer na rua .
 
Mercado Vuccìria, é um dos mais procurados pelo os visitantes, fica no centro histórico.        Sua atividade ocorre pela manhã e suas barracas, vendem frutas , doces típicos e vinhos.

Mercado da rua Ballaró, o mais tradicional . Se gosta de comer na rua ,é o lugar. Irá se deliciar com as comidinhas, cebolas e legumes assados, cozidos, cazzìlli (croquetes de batata), ricota em tachos, com pinoli ou pistache, polvo na grelha,e a sicilianíssima frittola (carne de vitela frita).Essas dicas recebi de um siciliano. Não provei tudo, nem poderia com pouco tempo.

Mercato del Capo, há quem diga que é o melhor. 
Bem próximo, fica a Dainotti Street food, pioneira em food trucks .
 
Outra atração : os teatros

Teatro Massimo é o maior teatro do país . Conhecido pelo o filme Poderoso Chefão com cenas de confrontos da máfia, baseado em  fatos reais. Não perca a visita guiada.

Teatro Politeama, é outra beleza de construção neoclássica. 

Palermo é capital da Sicilia, mas como é muito antiga, não atrai pela beleza, e sim, pela história .
Teve inúmeros problemas com a máfia e o governo abandonou a cidade, em muitas fases críticas. Hoje, Catania, é mais importante financeiramente, pois se desenvolveu mais.

Após conhecer o teatro Massimo, vá  a gelateria Brioscia , fica próximo, na via Mariano Stabile. Terá a oportunidade de se deliciar com um sorvete "escândalo" de tão bom, enorme, acompanhado de um brioche. Acredite, por 2.50 euros e não vai conseguir devorar todo. Vai querer voltar logo. A culinária local é excelente. 




Pisando na Sicilia, prepare-se para comer o cuscuz , o arancino, a granita, os sorvetes ( os gelatos) deliciosos, as pizzas leves,  cannolli, o pavelle (grão de bico) e os frutos do mar.



Para observar com atenção :  Palermo é famosa por ter ruas tão estreitas que os apartamentos ficam a poucos metros dos outros, no lado contrário . Já devem ter visto em propagandas, o vizinho entregando café e açúcar, ao amigo que mora em frente, sem dificuldade, na Palermo antiga, milenar.


Escolhi restaurantes pelo o trip advisor pelas indicaçõese comentários. Com a companhia dos filhos , o apoio, os mesmos interesses e boa disposição, a viagem fica excelente, 


















Vinodivino enotecavinodivino.com
Pasticceria Ruvolo Rosario
Osteria dei Vespri
Antica focacceria di S. Francesco ( serve arancino, panelle, cazzilli, caponata melanzane  os pratos típicos sicilianos, imperdíveis).
Em toda a viagem pela Sicilia ,saíamos sempre a procura do "arancino", (um bolinho de arroz, recheado com vários sabores), dos sorvetes, das granitas (lembra a nossa raspadinha). Que delicia!
A nossa  hospedagem foi em pousadas, e todas foram muito confortáveis, nessa cidade, ficamos perto da região dos teatros e zona comercial. Como falei acima, é o ideal é andar a pé.            Alugamos um carro, mas só pegamos ao sair da cidade.

domingo, 18 de agosto de 2019

SÃO FRANCISCO CALIFORNIA USA - PARA OS ÍNTIMOS FRISCO





    
São Francisco, conhecida carinhosamente como "Frisco".
Uma das cidades mais bonitas e tranquilas dos Estados Unidos, que me surpreendeu. 
Clima ameno mesmo no inverno, localizada na baía do mesmo nome.
Várias companhias partem do Brasil para alcançar o oeste americano . Podemos escolher as que oferecem preços razoáveis. Passando pelo o México ( Aeroméxico),  ou ( Copa), pelo o Panamá. 
Nessa viagem, escolhi a Delta, americana,pois não encontrei vaga nos dias desejados, nas companhias citadas acima, e essa, faz o trajeto por Atlanta, aonde é feito a imigração.Após a entrada no serviço de imigração, devemos tomar  o metrô interno e alcançar o portão de embarque.É necessário no minimo, 2 horas para essa mudança de vôo. 
Chegando em S Francisco, pegue o trem para o centro da cidade , se o seu hotel for nessa área. Se vai ficar para noutra região,use uber , táxi ou shuttle.
O trem se compra ao chegar, e o shuttle a reserva é feita com antecedência, pela internet.
(Aconselho usar o trem, se vai ficar no centro da cidade, perto da Union Square). 


Lojas de grife na Union Square- Goyard
.Agora vamos as dicas de São Francisco

1- Conheça a Golden Gate Bridge. Tem a opção de atravessar a pé , de bicicleta,de carro ou de onibus ( hop on- hop off). Essa ponte é cartão postal da cidade foi construída para ligar a Marin County em 1937. Foi cenário de centenas de filmes, que a eternizaram.








2-Visite o pier 39 , chamado Fisherman's Wharf, é sensacional.
 Sempre movimentado, com  muitos restaurantes, lojas, bares e sorveterias .  Nesse local, seguindo mais em frente, podemos apreciar os lobos marinhos que ficam perto do cais. É atração certa.
Tem uma vista linda da baía com barcos e aviões passando bem próximos.  Fiquei apaixonada.





3-Aproveite o mercadão,  o San Francisco Ferry Building.tambem chamado Market Place.O lugar preferido do "gourmand" , repleto de restaurantes, cafés,padarias,  lojas com produtos especiais, queijos, azeites, compotas e  frutas. Sem esquecer de comer o "sourdoug bread", na Boudin Bakery. Delicia que jamais vai esquecer.Esse pão lembra o pão italiano, mas tem sabor mais ácido e muito macio, E se deliciar com as ostras no Hog Island Oyster .



4- Faça um tour nos museus.                               Vale a pena o Museu de Arte, aonde encontrará obras de Pollock, Henri Matisse, Diego Rivera, Picasso e Frida kahlo . 
Outro museu, o Yerba Buena Center of Arts.










5- Chinatown, é uma área que merece uma tarde inteira para  compras e almoçar. A Stockton Street tem muitas lojas com produtos especiais. A decoração é muito típica e simpática.


Chinatown




Japantown







6- Japantown-  é outro bairro encantador, restaurantes fantásticos, lojas e decoração típica .. Destaco os pequenos shoppings , o Japan Center, e Nihon Machi. Nessa bairro estão localizadas as melhores clinicas de beleza da cidade (informação de uma loja de cosméticos), a confirmar.  Para quem gosta de produtos e cremes de pele, é um paraiso. Comprei nesse bairro, produtos coreanos, que são raros. Fiquei hospedada no  hotel Kabuki, nesse bairro japonês  não muito longe do centro, confortável, aonde fui muito bem recebida.


7- Conheça o Aquarium  of the Bay, fica no pier 30 , ideal para quem viaja com filhos pequenos e curiosos.
. .
8- O que não pode faltar, é o passeio no bonde mais famoso do mundo . É permitido viajar no lado externo se tem vaga, pois o bonde não trafega rápido, e é seguro. Experiencia muito agradável, quando lembramos dos filmes românticos.
 Um dos locais  para tomar o bonde, é a praça Union Square. Nêsse local, é tambem o ponto do onibus sightseeing, hop on hop off.


Ponto de parada do bonde.
9- No passeio de bonde, desça para conhecer a Lombard Street(lembrando que ao descer pagará outra passagem, se  quiser voltar no bonde) . 
Essa é a famosa rua tortuosa e íngreme , vale a pena contemplá-la e fotografar seus jardins bonitos. Logo no inicio, no ponto mais alto, temos uma vista belíssima da cidade.

Se quiser diversão, alugue um Go Car, para subir e descer com um sensação de movimento ao longo do trajeto.



 -No passeio do bonde, desça na Lombard Street e siga até a Ghirardelli Square, um dos complexos gastronômicos importantes da cidade.
Nessa praça poderá experimentar os famosos bombons e chocolates da Original Ice Cream  Ghirardelli Manufactory. Woww ninguem vai se arrepender. Aproveite tambem Kara's Cupcake, Loris dinner e McCormick ans Kuleto's.

11-Visitar a ilha de Alcatraz.  A principio, não estava na minhas prioridades, mas fiquei satisfeita com a insistência do meu filho. Pois é um lugar de história, foi quartel, foi prédio administrativo em tempos de guerra, e no final, presidio.Passaram  aí alguns criminosos perigosos,como Al Capone, Birdman, e outros tudo registrado e contado no aúdio, que recebemos logo na entrada.
 Não esqueçam que para essa visita, é necessário fazer  reserva com antecedência no site, alguns dias antes da viagem, pois tem um número limitado de visitantes.Tomamos o ferryboat  no pier 36 que nos leva a ilha em poucos minutos. 
Aconselho levar agasalho pois faz muito frio.


O embarque para Alcatraz é nesse pier 30.

Atenção a  dica mais importante , aonde ficar em São Francisco.

Se necessário, use esse site: Pesquisador de Hotéis em São Francisco

Região da Union Square é o centro da cidade.Facilita muito o turista, pois fica perto dos shoppings, do acesso aos passeios de onibus e do bonde e das lojas fantásticas.

Região da Fisherman`s Wharf, proximo do mar e dos piers.

Deixo agora umas dicas interessantes que só visitando a cidade você pode perceber.
Uber tem o Uber black é o mais caro 
Uber pool , terá de dividir com outros passageiros
 Bart é o nome do trem que sai do aeroporto de São Francisco, para o centro da cidade. Não passa na região de Fisherman`s Wharf

Se tiver reserva em shuttle o local é bem fácil. Logo ao desembarcar ,verá a parada do outro lado da pista.
Reserve 15% do valor pago, para a gorjeta.

Recomendo alguns hotéis por experiencia pessoal .
Kabuki- no bairro japonês, o preço é ótimo e boa acolhida. Fica um pouco longe do centro.
Fairmont- que é antigo, restaurado e sempre tem promoções. É belissimo.
Nikko , prédio alto, mais próximo do centro.
A cidade tem excelentes e luxuosos hoteis mas com a opção de hospedagem em sites como Vrbo.com

Em algum restaurante da sua escolha no pier Fisherman`s Wharf, não deixe de provar a sopa de caranguejo, clam showder,  servida com o pão sourdough

Restaurante que escolhi no roteiro, indico sem medo, 
é o Pacific Catch 2027  Chestnut St Cross, de frutos do mar. Um lugar simples mas uma cozinha inesquecivel Aproveitei para almoçar na volta de Alcatraz.

Uma noite hospedada no bairro japonês, jantei no Izakaya Kou, 1560 Fillmore St. Excelente.

O melhor café da cidade, Sweet Maple 2101 Sutter St, com água na boca, só ao lembrar. Chegue cedo pois é muito frequentado e tem que esperar. Os bancos na calçada são confortáveis.

Se tiver tempo, visite Sausalito cidade a 8 kms de distancia,fica a beira mar, do outro lado da Golden Gate tranquila e agradável. Possui ótimos restaurantes, bistrôs, galerias de arte , lojinhas e uma vista muito linda de Frisco. 
Ruas do centro num dia feriado.